fisioterapia veterinária

Fisioterapia veterinária traz de volta a alegria de viver dos pets

Os bichinhos também são acometidos por traumas ortopédicos, e a fisioterapia veterinária pode ajuda-los com isso. Assim como os seres humanos, eles podem sofrer com dores que podem atrapalhar o dia a dia e trazer problemas de locomoção ou mesmo problemas mais graves que podem afetar a qualidade de vida deles.

A fisioterapia veterinária ainda não é muito divulgada, porém é bastante efetiva quando se trata de recuperação do bem-estar do animal, em tratamentos não intrusivos e garante a preservação plena de qualidade de vida para os pets.

O número de cachorros e gatos de estimação cresce a cada ano, assim como qualquer pessoa, nossos bichos também estão sujeitos a traumas e doenças que eventualmente acabam por deixá-los com dores e dificuldades de locomoção ou até problemas mais graves que podem interferir diretamente na qualidade de vida deles.

A fisioterapia veterinária está ajudando os bichinhos a ter uma vida saudável e melhora doenças como:

  • Artrose;
  • Artrite;
  • Discopatias;
  • Paralisias em geral;
  • Dores crônicas.

Indicações da fisioterapia veterinária

A fisioterapia veterinária originou-se da própria fisioterapia realizada em humanos, principalmente as que são utilizadas em cavalos inicialmente. Atualmente, a partir de muito estudo e aprimoramento, a fisioterapia veterinária foi se adequando a própria biologia e estrutura de cada animal e comprovou a eficácia no tratamento dos animais.

Principalmente indicada para bichinhos com problemas neurológicos e ortopédicos, a fisioterapia veterinária também trouxe bons resultados para animais obesos e no condicionamento físico, principalmente aos cães atletas. O objetivo da fisioterapia veterinária é, a partir de técnicas profissionais, resgatar a musculatura dos bichinhos favorecendo seu equilíbrio. Com isso, pode-se fornecer melhor qualidade de vida para os bichinhos e mais saudabilidade a eles.

Os casos ortopédicos são os mais tradicionais, porém, a fisioterapia veterinária em casos neurológicos é bastante utilizada para tratar fraturas, traumas na coluna e hérnias de disco e favorecer com que o pet volte a andar normalmente já problemas nos nervos comprometem a sua condição muscular.

Há quem diga que os pets só perdem peso se fizerem exercícios físicos aeróbicos, o que não é uma realidade. A fisioterapia veterinária realizada com equipamentos profissionais, junto com alguns métodos especiais de emagrecimento, trazem bons resultados e ainda participa na conscientização do dono referente à saúde do seu bichinho.

Como funcionam as sessões?

As sessões de fisioterapia animal geralmente têm 1 hora de duração e pode ser realizada em clínicas ou centros de reabilitação ou mesmo na casa do animal, com auxílio do proprietário. Dependendo do caso, é indicado que o bichinho realiza mais de 1 sessão por semana, mas isso depende muito do tipo do problema que ele tem, da sua condição clínica e da evolução do quadro.

Os exercícios que o pet poderá realizar durante o tratamento na fisioterapia veterinária podem ser realizados no solo com ajuda de bolas, tábuas, pranchas ou obstáculos na água. Alguns casos pedem o uso de lasers que reduzem as dores do pet. Alguns tratamentos alternativos também são fornecidos durante a fisioterapia animal como acupuntura, Reiki, homeopatia, implante de ouro e crioterapia.


Publicações Relacionadas

Regiões onde a Ideal Pet Care atende fisioterapia veterinária: